DICA

Compliance chegou para ficar: entenda a sua importância

complice

 A importância do Compliance na gestão de pessoas

O termo compliance significa, em sua livre tradução, “em conformidade”. De maneira prática, as organizações que adotam este modelo de gestão, buscam continuamente, a conformidade em todas as áreas. Desde os processos, as relações humanas, desde contratos formais, a cultura do ambiente de trabalho, o compliance vem ganhando território.

Uma ferramenta tradicionalmente utilizada por multinacionais, nos últimos anos, foi sendo popularizada no mundo corporativo, de nosso país. Impulsionado a conquistar corações, o compliance vem acompanhado de inúmeras vantagens para as empresas que o adotarem. Percebemos que a padronização de processos, assim como o fortalecimento de uma cultura ética, e a proteção dos valores da empresa se destacam nesse pacote de benefícios. E qual sua importância na gestão de pessoas? Durante esse conteúdo vamos pontuar para que você entenda, de forma clara, sua real importância.

Como funciona?

Na prática, o compliance tem a função principal de proporcionar segurança. Minimizando riscos de instituições e empresas, garantindo o cumprimento dos atos, regimentos, normas e leis estabelecidos interna e externamente. Através do emprego do compliance , as instituições se sentem guiadas a caminhar por um trajeto de clareza, segurança e ética. 

Os olhares atentos dos gestores passam  a perceber os detalhes da operação, as nuances do mercado, e os comportamentos de cada indivíduo. Logicamente, em um ambiente monitorado, com controles claros e evidentes, fica notável qualquer etapa ou pessoa que esteja em desacordo. Por isso, o compliance é tão importante para uma gestão de pessoas efetiva e atenta, afinal, ele alinha as colunas da empresa. Com sua estrutura corrigida e alinhada, essa ferramenta permite que a cultura da organização seja forte o suficiente para se destacar no mercado.

Quais ferramentas são utilizadas no compliance ?

Seu foco maior é preventivo, propiciando a identificação de riscos, diminuição do passivo trabalhista e ganho de espaço no mercado frente aos concorrentes. As ferramentas mais comuns para o alcance desse foco, podem ser destacadas como:

  • Auditorias internas e externas;
  • Manual do colaborador e código de conduta;
  • Monitoramento e controle de checagem;
  • Due Diligence (investigação de riscos prévios);
  • Canal aberto para denúncias;
  • Treinamentos corporativos;
  • Apoio da Alta Gestão Corporativa;

Utilizando-se dessas técnicas, e muitas outras, o compliance garante uma gestão clara e otimizada das pessoas que se envolvem com os interesses da organização.

É apenas para diretoria e líderes?

A resposta com toda certeza é: não. O compliance certamente precisa iniciar por parte da gestão, ou seja, sua ideia de funcionamento precisa ser comprada inicialmente pela diretoria. Porém, não é um método que se limita a este nível de interesses. Uma empresa que adota a conformidade de suas rotinas, precisa estar ciente de que todos da corporação estarão envolvidos. Do mais alto nível de gestão, ao nível inicial de operação, tanto as pessoas como as etapas do processo precisarão passar por conformidades.

Por meio dessa ferramenta, é possível que os interesses do negócio sejam destacados para todos os envolvidos. Políticas de missão e valores se tornam latentes, e a cultura organizacional passa a ser vivida com intensidade. Neste ponto, o compliance revela o peso de sua importância, pois as pessoas se envolvem com os negócios, de maneira consciente e participativa. 

Complianc é um programa que otimiza a gestão de pessoas

O Programa de Compliance, ainda que se envolva com rotinas processuais, é focado no tratamento de pessoas. Podemos dizer que ele é desenvolvido por pessoas, gerido por pessoas e vivido por pessoas. Portanto, o resultado de sua implantação reflete diretamente na gestão de pessoas. Além disso, o programa também se dedica a questões relacionadas à ética, sustentabilidade, cultura corporativa e diversos outros possíveis riscos e prevenções.

Um desafio para as áreas de Recursos Humanos de empresas de pequeno e médio porte, é justamente desenvolver e aplicar com êxito o programa. Naturalmente, vemos no mercado de trabalho, grandes empresas conseguindo seguir com um sólido programa de compliance. Evidentemente, empresas de grande porte estão mais maduras para assumir a conformidade de todas suas etapas. Mas longe disso, querer dizer que empresas menores não tenham condições de implantar uma política efetiva de compliance.

Como começar a implantação de compliance

Para quem já entendeu o valor e a importância do compliance, como ótimo instrumento de gestão de pessoas, chegamos nesse ponto. É claro que o compliance vai otimizar a gestão de pessoas, mas por onde começar sua implantação? O ponto de partida precisa contar com a adesão da diretoria e dos gestores nessa nova proposta.

Já que o ccompliance irá impactar todas as áreas da empresa, é importante demais que os líderes estejam de acordo e alinhados com esse mesmo objetivo. Afinal, sua implantação irá exigir esforços de todos os lados. Campanhas que promovam os benefícios e a importância do compliance, são uma excelente manobra estratégica para o início.

A partir dessa consciência atualizada por parte dos gestores, podemos seguir com as boas práticas de compliance. O levantamento de riscos e exposições do negócio, assim como um plano de ação detalhado para anular esses riscos, é o passo seguinte. Pessoas serão necessárias para treinar, implantar, acompanhar e monitorar o andamento dos processos. Algumas organizações, inclusive, adotam um time de profissionais para avançar com a implantação do compliance. Time esse formado não apenas pelas pessoas do RH, mas por profissionais de diferentes áreas. De modo, a garantir o bom andamento do programa.

Daí por diante a cultura da empresa vai sendo solidificada. Código de ética, normas internas, políticas pessoais, vão alinhando as pessoas, com os objetivos da empresa. Aqui na Vallora nosso lema deixa claro que compreendemos, há muito tempo, que são as pessoas que definem o bom andamento dos negócios. Afinal, quem valloriza pessoas, impulsiona negócios. Caso sua empresa esteja projetando implantar um programa efetivo de compliance, conte conosco. Somos especialistas em valorizar pessoas, fortalecendo culturas e aumentando a satisfação profissional. Por aqui, nossa conformidade é: cuidar das pessoas, para que elas cuidem (de verdade) das empresas. Obrigada por nos acompanhar até aqui, até a próxima!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.